Programa

24 Abril 2013

PROGRAMA

Avalie este item
(2 votos)

PROGRAMA

Os conteúdos do programa serão trabalhados de forma a respeitar o processo de construção e reconstrução do significado de cada grupo podendo, portanto, ser apresentados em sequências variadas.

Temas a serem trabalhados ao longo dos seis semestres.

São temas centrais na formação do terapeuta familiar, que serão trabalhados ora de forma implícita, ora na forma de conteúdo programático.

1. Estudo de casos a partir da prática do aluno: Versões múltiplas de mundo e “multi-verso”.
2. Orientação histórica: a família trigeracional.
3. Os processos reflexivos (Andersen).
4. Abordagens narrativas e processos de reconstrução do significado.
5. Construtivismo e construcionismo social.
6. Auto-referência e ressonâncias: condição de toda experiência.

I Semestre

Objetivos específicos:

Ultrapassar o pensamento focado no indivíduo e em processos intra-psíquicos, incluindo o olhar para o contexto e as relações a partir da auto-referência. 
Conhecer o processo histórico de construção desta abordagem e algumas de suas práticas e conceitos inaugurais. 
Compreender a família como um sistema de relações, desmistificando a família vivida como referência para todas as famílias.

Principais temas a serem trabalhados:

1. A ciência contemporânea emergente: da simplicidade à complexidade das relações;
2. Circularidade, espiral dialética e a retro-alimentação evolutiva: regras, padrões e a noção de função; 

3. Deutero-aprendizagem, ou aprender a aprender; 

4. Introdução à visão sistêmica: histórico e fundamentação teórica; Teoria Geral dos Sistemas; a família como sistema; morfogênese e morfoestase: quando fala o circuito corretivo; 

5. Tudo é dito por um observador; 

6. Decorrências do fechamento do sistema nervoso.

II Semestre

Objetivos específicos:

Conquistar a percepção de que cada um de nós constrói a realidade a partir de si mesmo, da maneira como vê o mundo e das relações em que está inserido. 
Construir a ideia de processos de mudança ao longo do ciclo vital e de individuação através das relações.

Principais temas a serem trabalhados:

1.Auto-referência e determinismo histórico;

2.Diferentes discursos sobre a família; 

3.Os momentos do ciclo vital; 

4.Conceitos e preconceitos: os modos de existir de uma família revelam sua história; 

5.A família contemporânea: dos modelos aos arranjos; 

6.A família e as negociações do dia a dia: gênero, conjugalidade, parentalidade; 

7.Alguns modelos teóricos; 

8.Apego e relações familiares; 

9.Processos de individuação.

III Semestre

Objetivos específicos:

Refletir sobre a importância e as características dos processos comunicacionais para a construção e o desenrolar das relações. 
Permitir ao aluno a apercepção de suas ressonâncias em situações de observação, conversação e atendimento clínico. 
Contribuir para que o aluno identifique suas “portas de entrada” em situações clínicas a partir dos encontros com sua história.

Principais temas a serem trabalhados:

1.Comunicação e modelos de interação na família: impossibilidade de não comunicar;

2.Paradoxos relacionais e comunicação patológica nas famílias; 

3.O visível e o invisível na família: aspectos conscientes e não conscientes da interação familiar; 

4.A abordagem estrutural da família; 

5.Sintoma como função: redefinição e ampliação; 

6.Organização familiar e rede de relações; 

7.O sistema de crenças na família: missões, legados e mitos familiares;

8. Auto-referência e duplo vínculo: a teoria de Mony Elkaïm.

IV Semestre

Objetivos específicos:

Ocupar o lugar de terapeuta, seja como terapeuta de campo, seja como membro da equipe reflexiva. Aprender a refletir a partir da narrativa das famílias, formulando perguntas a partir das hipóteses clínicas construídas. 
Consolidar a experiência das relações fraternas e horizontais entre pares, explorando sua riqueza e possibilidades através da construção de pontes entre a experiência atual e as pregressas.

Principais temas a serem trabalhados:

1.Os segredos na família e as funções paterna e materna.

2.Mitos familiares e processos de diferenciação na família.
3.Sistema de lealdades na família. 

4.Metáfora e objeto metafórico na terapia: o sintoma como porta de entrada. 

5.Questionamento circular e redefinição de contexto. 

6.Como falar com as crianças? 

7.Como compreender a linguagem que constrói com sua brincadeira? 

8.A rede social como contexto: ampliação do sistema terapêutico. 

9.A função fraterna e suas relações no processo de individuação.
10.Desenvolvimento das relações horizontais a partir da fratria.

V Semestre

Objetivos específicos:

Esse é o período de amadurecimento das experiências clínicas, com ênfase maior nos atendimentos a famílias e a introdução do atendimento ao casal. Os temas trabalhados partem das situações requeridas pela própria clínica, que apresenta problemas a serem conhecidos e aprofundados no sentido de permitir aos alunos estarem aptos a lidar com as questões trazidas pelas famílias e casais atendidos.

Principais temas a serem trabalhados:

1.Como romper o ciclo sintomático.

2.Segredos dos casais e mitos conjugais. 

3.A família e as questões jurídicas: violência, poder e controle.

4. Acompanhando o luto das famílias. 

5.Transições da família: continuidade e mudanças no ciclo de vida.

6.A crise do casal na modernidade.

VI Semestre

Objetivos específicos:

Compreender a linguagem do encontro terapêutico com diferentes famílias, problemas, faixas etárias e momentos do ciclo vital.
Conhecer a dinâmica dos casais e os desafios do trabalho com eles.
Experimentar os diferentes caminhos clínicos nascidos das ressonâncias de cada qual no encontro com cada família ou casal atendido. 
Consolidar a valorização da ressonância como caminho para a verdade que une terapeutas e famílias ou casais atendidos. 
Aprofundar o estudo de situações-problema específicas.

Principais temas a serem trabalhados:

1.O casal: limites do encontro e da autonomia. 

2.O casal colusivo e a transgeracionalidade. 

3. O casal, o sistema de lealdades e os sentidos das traições. 

4.Flexibilidade e rigidez na relação entre o sistema conjugal e fraternal.
5.Sistemas familiares que dificultam ou impedem a constituição de novos casais.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Link Cadastros

Escolha um dos links abaixo e envio seu cadastro agora, é simples e rápido!

Cadastro Associados
Cadastro Artigos
Cadastro Conteúdo
Cadastro Eventos-Agenda
Cadastro Parceiros